em 

TODO O SITE  

costurando sonhos

25.08.17

 #Yves Saint Lauren



Pra se fazer moda há de se pensar o presente, analisar os hábitos e realizar os desejos. Mas também é preciso colocar um pezinho no futuro, prever as mudanças e sonhos levando em consideração o que virá.



Mas surpreendentemente um dos maiores nomes da moda internacional mirou no passado pra se inspirar e criar uma tendência que marcou a moda tão profundamente, que segue sendo um clássico atempara e irresistível mesmo setenta anos depois.



Christian Dior reinventou a feminilidade ao trazer de volta um conceito que parecia perdido no tempo, ao definir no pós-guerra o que seria o “New Look”. Nada menos que a volta das cinturas marcadas por metros e mais metros de tecidos preciosos, o que parecia impensado num período que ainda cambaleava entre austeridade e recessão.



Mais do que isso, o legado de Dior permaneceu intocado além do tempo, se concretizando no Olimpo das mais importantes Maisons do mundo, mesmo após a morte de seu criador. Guiada por um jovem francês desconhecido chamado Yves Saint Lauren, e depois por Marc Bohan, Gianfranco Ferré, a marca se rejuvenesceu e seguiu igualmente relevante e encantadora por muitas gerações.



E quando o passado precisou ser deixado pra trás, a Dior se jogou na vanguarda da moda pelas mãos do inglês John Galliano, e depois vestiu traços mais minimalistas através do belga Raf Simons.



E hoje, mais atual e desejada do que nunca, a casa se moderniza com peças incrivelmente femininas e feministas criadas pela sua primeira estilista, Maria Grazia Chiuri, que segue mirando o futuro, mas como manda o figurino, sem deixar de visitar o belo passado da Maison.



Esse é só um pedacinho de uma história, que está sendo contada do tecido ao menor detalhe do acabamento numa exposição de tirar o fôlego no Museu dês Arts Decoratifs ( http://www.lesartsdecoratifs.fr/francais/musees/musee-des-arts-decoratifs/actualites/expositions-en-cours/mode-et-textile/christian-dior-couturier-du-reve ) em Paris, a maior retrospectiva da Christian Dior já feita.
TOPO