em 

TODO O SITE  

ei, você aí...

04.12.17

 #carnaval



Carnaval é coisa que a gente ama muito e sim - já estamos na contagem regressiva pro festejo. Uma coisa é certa: nem só de avenida vive a folia. Tem muita história boa por aí e uma delas tem sido escrita de oito anos pra cá pela Fernanda Amim, que é mestre em Direito pela UFRJ e pesquisadora do INCT Observatório das Metrópoles (IPPUR/UFRJ) e do Laboratório de Direitos Humanos – LADIH – da Faculdade Nacional de Direito/UFRJ.

A pesquisa virou uma baita história, que virou livro, que virou financiamento coletivo cheio de recompensa legal. Bora contribuir e fazer parte desse movimento?



O livro aborda o processo de transformação do carnaval de rua nesse tempo e as inúmeras restrições e probições que vem sofrendo, na tentativa de implementação de um projeto específico de cidade que ignora os desejos e autonomia da população e da galera que vive, pensa e produz o carnaval. 

Pra esse registro, a Fê mergulhou na história de resistência promovida pelos blocos não oficiais do Rio, e se inspirou no Cordão do Boi Tolo e na construção do direito à cidade a partir desse movimento. O resultado é um livro cheio de experiências, causos e urgências. Pra quem ama carnaval, a cidade e o desenvolvimento urbano, é um presentão que ajuda a criar consciência e a entender a história da cidade. 
 

O livro terá 250 páginas com fotos e ilustrações exclusivas. É um projeto gráfico lindo, além de tudo; e pra que ele nasça com tudo que tem direito é preciso colocar o bloco na rua e também apoiar os incentivos na benfeitoria que ela criou. O tempo urge! 



De recompensa tem purpurina orgânica com Pura Bioglitter, ensaio fotógrafico com Helena Cooper, aula de percussão com Pedro Amparo, mestre de bateria do Agytoê, ladrilhos do projeto Ladrilha - da nossa editora de conteúdo Fê Moreira e muito mais...  



É ou não é pra animar na colaboração? Mas corre que o projeto precisa muito da sua ajuda e fica só até dia 17/12 no ar. O link pra colaboração tá aqui.



Se você é do Rio ou de qualquer cidade desse Brasil-il e ama carnaval de rua e ocupação do espaço público, o livro é pra você. Vamos repensar a cidade, vamos repensar as ocupações, vamos repensar o nosso lugar no mundo. A espaço público é nosso! 


TOPO