em 

TODO O SITE  

FARM astral - janeiro

11.01.17

 #astral #janeiro



Como signo da montanha, cuja meta é nada menos que chegar ao topo, na temporada de Capricórnio mailchegamos ao resultado do esforço ao longo de todo o ano. Por isso, o nosso Réveillon é marcado pelas recompensas, pela consciência dos erros e do que ainda é preciso fazer pra atingir nossas metas. Este é o mês lunar em que fazemos resoluções e nos comprometemos com elas. Lembra das sete ondinhas? Então! 

Mas a atual lunação de Capricórnio começou em 29 de dezembro de 2016 com uma particularidade: a retrogradação de Mercúrio. Isso sugere que, antes de seguir em frente com nossos planos, uma revisão mais profunda é necessária. Daqui em diante, teremos cada vez mais responsabilidade sobre nossas escolhas. Vivemos um tempo em que tudo está ficando às claras e precisamos enfrentar as sombras.

Mercúrio andou pra frente no dia 8 e a partir de então é possível assentar as mudanças ocorridas e retomar o planejamento com mais propriedade. Até porque as mudanças não vão parar por aí: a partir da Lua nova em Aquário  no dia 27 de janeiro, vamos entrar em uma temporada de eclipses. Só em fevereiro serão dois! Um lunar no eixo Leão-Aquário, abrindo um ciclo criativo, com novas ideias e tecnologias para o mundo progredir mais; e um solar em Peixes, para sermos arrebatados por mais uma onda de amor e espiritualidade.

Mas isso é para o próximo mês. Por ora, temos mais é que nos estruturar, para então podermos abraçar as novas tendências. E que fique claro que é preciso ser forte, porém sem perder a ternura – e a flexibilidade, de preferência! 

No dia 12 ainda teremos a Lua cheia em Câncer, pra mexer com nossos coraçõezinhos duros. É, porque a gente até pede “mais amor, por favor”, mas, na prática, ainda exigimos muito uns dos outros e temos medo do amor. A Lua cheia em Câncer traz à tona as memórias da infância, da família e das primeiras experiências amorosas, e pede carinho, proteção. Com ela, nós precisamos pertencer 

Estímulo amoroso não faltará ao longo de janeiro. Marte virou o ano em Peixes, num modus operandi mais sensível e envolvente, fluindo com a correnteza. Desde o dia 3 ele tem a companhia de Vênus, exaltada no signo do amor romântico, mística, imaginativa e erótica. É um astral pra gente sonhar com o amor!  

Mas ao mesmo tempo, não vai dar para escapar da realidade, não: fuja das interações platônicas! Mesmo com toda essa onda amorosa, Vênus e Marte terão seus desafios pra ver se é de verdade. Então amadureça seus afetos, compreenda e sintonize na frequência da paz
TOPO