em 

TODO O SITE  

femininamente

29.06.17

 #Petra Collins



Artista, fotógrafa, modelo, it-girl. São muitos os predicados de Petra Collins, o que a define perfeitamente como um retrato de sua geração. Aos 24 anos, a canadense já expôs no Tate Modern, cruzou passarelas da Gucci e arrematou milhares de seguidores em sua conta do Instagram, que combina a sua intimidade, de suas amigas e musas, envoltas num clima que é ao mesmo tempo ultra-feminino, feminista e real.


Petra é um espírito de seu tempo, de nosso tempo, onde a comunicação pessoal se transforma em expressão cultural, o auto-retrato capturado na intimidade do quarto alcança níveis globais em segundos, comunicando um universo que é superpessoal e ao mesmo tempo comum a todas nós.


A artista já pintou por aqui, e agora volta a chamar nossa atenção com sua nova série, que envolve sua própria família entre suas cores, o ar lisérgico que parece envolver seus dias e ao mesmo tempo, a simplicidade de fotos que são feitas de maneira quase ocasional. O que foi criado e o que simplesmente aconteceu?


Petra virou símbolo feminista ao decidir trazer à tona seus pêlos em fotos que a fizeram ser instantaneamente banida do insta, mas por que? Essa pergunta gerou uma série de imagens que exploraram os simbolos femininos reais e naturais, como nosso sangue e nossas marcas, a fim de normalizar o que faz de nós mulheres reais.


O olhar feminino sobre o feminino já escapa a fugacidade de uma tendência, e se estabelece como um assunto presente, cada vez mais, até que nossa natureza e beleza possa ser finalmente... natural!
 
TOPO