em 

TODO O SITE  

novidadinhas de terça

14.11.17

 #novidadinhas de terça



- Hoje, o público brasileiro finalmente vai poder ver ao vivo  a festejada banda londrina Daughter, no Circo Voador em uma noite que traz também a cantora carioca Mari Romano estreando na lona. Aproveita que amanhã é feriado! 

-Oba! tá rolando a Festa Literária das Periferias – FLUP, na sua 6ª edição! Até amanhã você pode conferir a programação que rola na ONG Horizonte, no Vidigal. Ah e ainda rola a FLUP Parque com a Gincana da Memória, explorando as histórias de formação e resistência do Vidigal, com atividades bem bacanas com a parceria de artistas como Vik Muniz e o fotógrafo francês J.R.  Bora! 

- Anota aí! A pluralidade audiovisual do continente africano entra em cartaz na CAIXA Cultural do Rio, com a Mostra Grandes Clássicos do Cinema Africano a partir de amanhã até o dia 26.11. A programação reúne 21 títulos entre longas, médias e curtas-metragens, produzidos a partir da década de 1950 e escolhidos em função de sua relevância histórica pra cena cultural dos países retratados. Imperdível, ein! 

- Um dos espetáculos mais aclamados da música brasileira, o Grande Encontro tá de volta! Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e Alceu Valença unem seus talentos novamente em cena na turnê comemorativa dos 20 anos do show, que marcou época na história da MPB. Ó, tem apresentação única no Vivo Rio, hoje! Vamos? 

- O novo queridinho dos amantes dos drinques ganha um festival próprio e concurso criativo. O 1º Circuito Carioca de Gim convida mais de 20 bares e restaurantes do Rio a criarem versões exclusivas inspiradas no tema ‘sabor do verão’. As criações podem ser provadas de até o dia 26.11, quando o juri deve eleger o coquetel mais criativo e saboroso. Aproveita o feriado e se joga nessa boa! 

- Dia 20 é o da Consciência Negra! E pra debater essa questão tão importante a dica é conferir a programação que rola em prol do tema. Hoje e amanhã, Manecas Costa & Paulo Flores se apresentam em SP no SESC 24 de maio, trazendo a música de Guiné Bissau e Angola que soa por meio do Gumbé e do Semba, bebendo das raízes da terra e da tradição. No show, eles ainda falam da alegria de ser africano, mesmo depois da escravidão, do colonialismo e dos diversos massacres. Não perde! 
TOPO