em 

TODO O SITE  

o homem estrela

06.07.17

 #david bowie



Um marciano, um dândi, um dos maiores rockstars que já pisaram na terra, além da música revolucionária e do estilo do outro planeta, David Bowie também deixou um legado cinematográfico pra lá de consistente, que vale ser lembrado. 


E se não pintou nenhum filme na sua memória estrelado pelo astro inglês, talvez seja porque, assim nos palcos como no cinema, Bowie esteve sempre encarnado em alguma persona diferente, que nos guiava pra além de sua imagem, digamos, tradicional.
 

O Rei dos Goblins no clássico adolescente dos anos 80 "Labirinto - A Magia do Tempo", o vampiro sedutor de "Fome de Viver", e até Andy Warhol no filme "Basquiat", pra nossa sorte David Bowie navegou por personagens tão complexos e fantasiosos quanto conseguia ser.
 

Pois o homem que caiu na terra vai ganhar uma amostra inteirinha dedicada aos filmes nos quais apareceu, cantou, inspirou e até curtas que ele mesmo dirigiu, a partir do dia 11 de Julho na CAIXA Cultural no Rio de Janeiro. Uma promessa já cumprida de filmes enigmáticos, plurais e além do tempo, assim como ele.
 

A programação pra lá de completa vem colada numa troca de ideias que acompanha a temática dos filmes e a áurea de Bowie, como gênero e sexualidade, fama e a vanguarda estética do cantor, ator, ídolo pop e ícone fashion, que se tornou uma unanimidade mundial.
 

Pra ver um, vários, e pra não esquecer jamais! 
TOPO