em 

TODO O SITE  

um novo gigante

10.10.17

 #Kazuo Ishiguro



Se ano passado o nome de Bob Dylan provocou frisson, entre pessoas que ficaram contentíssimas e outras que achara um absurdo, esse ano a Academia Sueca resolveu ser mais tradicional e anunciar, bem, o nome de um escritor como vencedor do Prêmio Nobel de Literatura. 



O nipo-britânico Kazuo Ishiguro levou a honraria distribuída desde 1901 entre os escritores mais prestigiados do mundo, entrando pro mesmo hall de José Saramago, Gabriel Garcia Marques, Doris Lessing, Samuel Beckett, Pablo Neruda... é, falta um brasileiro, e embora o nome de Lygia Fagundes Telles tenha aparecido entre os concorrentes desse ano, ainda não foi dessa vez.



Mas quem é mesmo Kazuo Ishiguro? Nascido em Nagasaki, cidade que foi uma das devastadas pela bomba atômica na Segunda-Guerra, o escritor se mudou ainda criança pra Inglaterra, carregando pra sempre o legado do pós-guerra, e um pouco do contraste entre as duas culturas pra sua obra.



Entre seus romances se passam relatos reflexivos de memória, de um futuro distópico ou de um presente que mescla estrangeiros em novas terras e dentro de si, num processo que ele mesmo chama de "escrever e recordar", mesmo que seja sobre um passado que ele não viveu.



Com oito livros impressos, entre eles Quando Éramos Órfãos, Noturnos e o mais recente, O Gigante Enterrado, a obra de Ishiguro também se transformou em dois ótimos filmes que você deve ser visto: "Vestígios de Dia" com Anthony Hopkins e Emma Thompson, e o mais recente e bem bonito "Não me abandone jamais", com Carey Mulligan, Andrew Garfield, Keira Knightley no elenco.



Uma boa maneira de conhecer a obra do autor, e quem sabe virar mais uma fã desse cara discreto e apaixonado por música, que acaba de entrar pra um time seleto e admirável. Que sim, ainda precisa de um representante do Brasil!
TOPO