em 

TODO O SITE  

uma casa portuguesa, com certeza

07.11.17

 #casa de serralves #portugal



 
Esse post é uma declaração de amor.  Por que é mais ou menos assim, você não conhece a Casa de Serralves sem sair de lá com o coração palpitando depois de ver tanta beleza junta no mesmo lugar.
 

 
Ok, é preciso contar o ponto fraco, esse passeio só é possível pra quem está de malas prontas pra Portugal, ou anda, como quase todo mundo, doido pra visitar a Terrinha. Pois além de Lisboa é preciso incluir o Porto na sua rota de desejos (e o Algarve no verão, e Óbidos, e Cintra...), mas é mesmo na cidade cortada pelo Rio D'Ouro que se encontra essa paixonite de lugar. 
 

 
Uma pérola do Art Deco, a Casa começou a ser construída em 1931 pra ser "humilde" residência de Carlos Alberto Cabral, um aristocrata da industria têxtil, com um senhor bom gosto, com desenho do arquiteto francês Charles Siclis e paisagismo de Jacques Gréber que se distribuem por 18 hectares de puro deleite.
 

 
Mas foi ficar prontinha mesmo quase quinze anos depois, contando com o projeto completo que inclui a casa com seu maravilhoso tom de rosa (millenial ), os jardins por onde encontramos um lindo roseiral, ervas aromáticas, labirintos a quinta, por onde passeiam bichinhos, e as fontes, que são um capítulo à parte!
 


A partir dos anos 80 a casa passou a pertencer a cidade e foi aberta aos visitantes como Fundação Serralves, agora também com um projeto ainda mais incrível contando com obras de arte espalhadas pelo jardim, uma casa de chá e um novo prédio com um Museu de Arte Contemporânea que costuma receber expôs interessantérrimas.
 

 
De tão especial a fundação é considerada um dos polos culturais mais importantes da Península Ibérica, e pode ser de alguma forma comparada ao nosso Inhotim, pela festa de sensações que oferece e a ótima seleção de obras de arte permanentes, além das exibições temporárias. Quem passar por lá até fevereiro poderá ver parte do que foi visto na última Bienal de São Paulo, por exemplo.
 

 
Seja pra passear pela natureza, visitar alguma nova exposição, folhear os livros da biblioteca, admirar o projeto arquitetônico, ou passar uma tarde inteira e fazer tudo isso sem pressa nenhuma, a Casa Serralves merece, e muito, uma visitinha.
 

 
E depois conta se o coração não bateu fortemente! 
 
TOPO