in 

ALL SITE  

após uma comemoração e tanto dos nossos 20 anos de sol, é hora de olharmos pro nosso futuro:
a certeza é que o coração é o grande guia em direção aos próximos 20 anos.

nesse inverno, essa grande bússola da alma tem direção certa: o norte. nossa amazônia, coração pulsante
e vibrante desse brasil imenso e tesouro do mundo. o inverno 18 da FARM é um mergulho interior.

fomos à beira de outros rios: guamá, tapajós e gregório. dessa viagem,
surgiram várias histórias, dessas histórias, muita emoção.

A ORIGEM

o nome da coleção é ideia do mineiro
leonardo beltrão, escritor, produtor cultural
e o norte por trás do “um lambe por dia”.

tudo começou pelo nosso amor à primeira vista
por uma luminária do artista que dava luz à frase:
“o coração é o norte!”. tivemos certeza: é isso!

FALAR DO NORTE É VIVER O NORTE.
É FAZER JUNTO.
CONHEÇA AS PARCERIAS
INSPIRADORAS DA REGIÃO

MENOS PRECONCEITO
MAIS ÍNDIO

os tempos mudaram. os índios também. são donos de suas
identidades e incorporam o que gostam do mundo que
os rodeia permanecendo índios. sempre.

a FARM se uniu ao Instituto Socioambiental (ISA) pra apoiar
a campanha #MenosPreconceitoMaisÍndio, que busca
valorizar a diversidade brasileira defendendo os povos
indígenas, seus direitos e desejos.

vestir é apoiar.
ao vestir as estampas #MenosPreconceitoMaisÍndio você contribui
com a gente e com o Instituto Socioambiental (ISA) pra espalhar ainda
mais o movimento, além de apoiar a proteção e defesa dos direitos
humanos, dos povos e do meio ambiente. vamos juntos?
vem saber + sobre o ISA

BELEZA E PROTEÇÃOYAWANAWA

durante a pesquisa da coleção, descobrimos
as cores da arte yawanawa. através de duas
mulheres muito especiais, a romina lindemann
e a bia saldanha, vimos que, por trás desse trabalho
incrível, estavam as mãos e corações de outras lindas
mulheres: as mulheres yawanawa, cuja história
de empoderamento nos encantou mais ainda.

elas foram as primeiras caciques, pajés e professoras
indígenas do acre e do brasil. uma delas, a pajé
kátia hushahu, começou a resgatar os kenes sagrados
yawanawa, desenhos cheios de espiritualidade que
ganharam vida através da visão de outra irmã, a júlia,
responsável por organizar as artesãs yawanawa das
nove aldeias que margeiam o rio gregório pra criar
e produzir adornos no projeto RAUTIHU.

são delas todas as peças de miçanga que fazem parte da minicoleção RAUTI, batizada
por elas mesmas, trazendo um significado todo especial pra nossa colaboração.

RAUTI, na língua yawanawa, significa "adornos de beleza e proteção".

“quando a gente está feliz, celebramos com RAUTI. nos pintamos, nos enfeitamos. colocamos nossos
adornos com nossos kenes, desenhos sagrados, que nos dão ainda mais beleza e nos protegem.
com eles, podemos festejar sabendo que apenas os bons espíritos se aproximarão”! júlia yawanawa

este é o desejo por trás desta coleção. apoiar e empoderar ainda mais mulheres brasil afora
num grande intercâmbio de cultura, carinho, cuidado, beleza, verdade e espiritualidade.

veste um degradê arco-íris. enfeita de cor
a gargantilha. sente a energia da floresta.
faz pulsar forte a sororidade yawanawa!

LETRAS QUE FLUTUAM

da sabedoria ribeirinha, paraense, nortista, amazônica e brasileira surgiu
a arte e trabalho dos abridores de letras: artistas que, há tempos, batizam
as embarcações populares de madeira dos rios do pará.

mergulhando na tipografia e cores desse saber popular, a FARM encontrou
a fernanda martins e a sâmia batista que pesquisam e dão ainda mais luz ao trabalho
encantador dos abridores de letras, através do projeto letras q flutuam.

pra coleção, foi desenhado um alfabeto super especial pra gente espalhar
pro mundo essa tradição e potência criativa.

uma tipografia e combinações mil de letras e cores que
impulsionam e valorizam a visualidade brasileira!

VEM VER NOSSA COLEÇÃO
fechar

quer garantir a coleção inverno 18 no pré-lançamento?

preenche seus dados aqui,

com a gente!

quer saber um pouco + sobre o que vai rolar na coleção? clica aqui
TOP